fbpx

Como escolher a imagem de produto perfeita - Hora de Empreender

Como escolher a imagem de produto perfeita
Compartilhe esse conteúdo!

A imagem de produto perfeita é um dos elementos de maior importância em uma página de produtos, pois é através das imagens que seus clientes terão uma maior percepção de realidade do produto, aproximando o virtual do real.

Um dos objetivos de uma página de produtos é fazer com que o consumidor tenha uma experiência de realidade, pois, todo o consumidor é sensitivo, ou seja, precisa “experimentar” o produto de alguma forma, seja pelo tato, pela audição, pelo cheiro, paladar ou pela visão.

O mundo virtual é limitado quanto a esses fatores, fazer com que o cliente tenha alguma experiência com o produto almejado, não é tarefa fácil. A imagem do produto não é a única forma, mas é a mais eficiente. Falaremos mais sobre outras formas em breve.

Aqui falarei sobre os 3 erros básicos cometido na exibição de fotos dos produtos e falarei também sobre como solucionar esses erros.

1º Erro: Apenas 01 Foto do Produto

Esse erro é muito comum em lojas com pouca estrutura. Isso faz com que o cliente tenha a sua experiência com o produto reduzida, fazendo com que ele saia da sua loja sem comprar nada.

Existem vários tipos de clientes, tem aqueles que tomam decisões rápidas e que não precisam de muito para decidir por uma compra e existem clientes mais cautelosos, que precisam ter mais certeza de que não vão se arrepender dessa compra no futuro.

Você há deve ter notado nas lojas físicas, que algumas pessoas agem como se fossem um auditor da qualidade, avaliando o produto minunciosamente, observando o acabamento, a qualidade do material, possíveis defeitos de fabricação, entre outros.

Para solucionar esse erro, utilize esses clientes mais criteriosos como paramento e foque em matar o máximo de objeção possível através dessas imagens.

Utilizando como exemplo uma loja virtual de roupas, tire varias fotos, não só da peça inteira, mas também dos detalhes, como costura, textura do tecido, botões e também de ângulos diferentes. Com isso a proximidade do virtual com o real será maior, matando várias objeções, aumentando as chances de compra.

2º Erro: Qualidade das fotos

Imagens baixadas da internet, com baixa resolução, imagens desproporcionais, distorcidas, desfocadas, imagens com excesso de tratamento que distancia o virtual do que o produto realmente é. Todos esses pontos resultarão em uma experiência para o usuário muito ruim, gerando várias objeções e consequentemente a redução das vendas.

Imagens com boa qualidade demandam maior esforço, mas os resultados compensam. As taxas de conversão de uma loja virtual que se preocupa com a apresentação do produto são muito melhores.

Comece solucionando esse ponto, se colocando no lugar do seu consumidor, como você gostaria que aquele produto lhe fosse apresentado. Mais ainda, prepare essas imagens pensando naqueles clientes que são mais criteriosos e exigentes.

Quanto melhor a resolução da imagem, melhor será a apresentação no recurso de zoom, mas não exagere. Muitos utilizam como pretexto o tempo de carregamento do site para o uso de imagens de baixa resolução. Mas a maioria das ferramentas de zoom dos sites só carrega a imagem de alta resolução quando são acionadas, ou seja, durante o carregamento do site, somente as imagens que o sistema faz a pré compactação são carregadas de imediato e quando o usuário clica na imagem para “dar um zoom” é que uma versão da imagem de alta resolução é carregada.

3º Erro: Fotos sem Ambientação

Raramente uma pessoa pede para outra comprar um calçado ou roupa, a maioria das pessoas prefere ir pessoalmente, para poderem provar essas roupas, elas querem ver como são esses produtos quando estão em uso.

Um erro muito comum cometido pelos lojistas é tirar as fotos dos produtos em algum lugar plano, como uma mesa, no piso ou tapete, criando um efeito muito pobre do produto e até mesmo da sua empresa.

O mundo virtual não é muito diferente do mundo físico. Quando o produto é do tipo em que se fosse a uma loja física, o cliente iria querer experimentar, testar e “ver como é que fica”, então você precisa trazer essa experiência para o seu cliente através das imagens certas, ambientando o produto.

Para ficar mais claro, vou dar um exemplo. Imagine uma loja virtual de autopeças, na página de calotas para carros, o básico seria a imagem da calota avulsa, da caixa do produto, outra imagem mais detalhada do produto (mais próxima de partes especificas) e o grande diferencial seria a imagem ambientada, ou seja, da calota instalada em um carro mais indicado para aquele modelo de produto. Assim o seu cliente teria uma melhor percepção de realidade.

Para o segmento de moda, o ideal é ter uma pessoa de boa aparência utilizando aquela peça de roupa, assim, seu cliente poderá ver como é o caimento dessa peça, poderá ter uma maior percepção de como o produto é realmente.

Por onde começar?

Se você ainda não dava tanta atenção às imagens do seu e-commerce, comece com os produtos que mais vende, depois pelos produtos mais buscados, mas que possuem uma taxa de conversão mais baixa.  E caso seu e-commerce tenha produtos que será trabalhado a venda complementar, ou seja, o “compre junto”, tenha imagens dos produtos em uso na mesma imagem, como a pagina onde você vai mostrar um terno e o item complementar é uma gravata, por exemplo.

Gostou das dicas? Compartilhe!


Compartilhe esse conteúdo!

hashtags do post

Olá! Deixe seu comentário!

Conte-nos o que você achou desse conteúdo?

+ Populares

Veja os conteúdos mais populares do Hora de Empreender.